Hotel mais isolado do mundo fica na Antártida; Veja fotos

Localizado a milhares de quilômetros da cidade mais próxima, o local é o primeiro hotel particular do Polo Sul e tem capacidade para hospedar até 15 turistas em aconchegantes casulos. Os preços dos pacotes variam entre R$ 35 mil e R$ 230 mil

  
  
A construção em estilo modernista possui seis quartos, que lembram aconchegantes casulos, com capacidade para até 15 hóspedes

Não gosta de lugares muito movimentados? O White Desert´s Whichaway Camp, localizado na Terra da Rainha Maud, na Antártida, é o local perfeito para quem gosta de tranquilidade e bastante calmaria. O primeiro serviço de hospedagem particular do continente é considerado o hotel mais remoto do mundo e promete transformar a região num destino turístico viável.

Ainda pouco explorada, a Antártida é famosa por suas condições climáticas adversas, com temperaturas que alcançam até -50ºC, o que impossibilita o turismo durante o ano inteiro. Para solucionar o problema, o hotel só funciona entre os meses de novembro e janeiro, período com temperaturas mais altas para o padrão da região.

Se as baixas temperaturas já são um empecilho, os preços da hospedagem assustam ainda mais. O pacote mais popular, com apenas dois dias de hospedagem e uma rápida excursão pela região, custa a partir de US$ 11 mil (R$ 35,2 mil). Já quem preferir (e puder!) curtir mais dias de viagem há outro pacote, que inclui oito diárias e uma visita a uma colônia de pinguins, que chega a abrigar até sete mil exemplares. O preço sobe para 'apenas' US$ 72 mil (R$ 230,4 mil).

A construção em estilo modernista possui seis quartos, que lembram aconchegantes casulos, com capacidade para até 15 hóspedes. Assim como num hotel tradicional, dentro das suítes há uma cama de casal e uma pequena mesa, tudo dentro de aproximadamente seis metros quadrados. Já na área comum do empreendimento, os poucos hospedes podem curtir uma sala de estar e um lounge. Ambos os cômodos possuem uma visão única para a área externa. Afinal, não é todo dia que pode sentar e apreciar a vista da Antártida.

O principal problema do local é a água, captada de lagos da região e transportada através de dutos 'aquecidos' para não congelá-la, que limita o uso apenas para as necessidades básicas. Já a energia elétrica é gerada através de placas fotovoltaicas.

A inusitada ideia surgiu após o aventureiro e proprietário do empreendimento, Patrick Woodhead realizar algumas expedições pela Antártida e perceber que o turismo sustentável no continente não era explorado. Pensando nisso, ele decidiu construir o "hotel acampamento", que poderia hospedar expedições de esquiadores e turistas tradicionais.

Como chegar
Localizado no território conhecido como "Terra da Rainha Maud", na Antártida "Norueguesa", o hotel está afastado do litoral do continente. A viagem começa no Aeroporto Internacional da Cidade do Cabo, na África, rumo a pista de pouso local, num trajeto que dura 5h30 e cruza o Atlântico. Após chegar ao Polo Sul, é preciso percorrer mais sete quilômetros de moto de neve ou com um veículo 4x4 até o hotel.

Mapa

O White Desert´s Whichaway é o local perfeito para quem gosta de tranquilidade e bastante calmaria
O pacote mais popular, com apenas dois dias de hospedagem, custa a partir de R$ 35,2 mil
Na área comum do empreendimento, os hospedes podem curtir uma sala de estar e um lounge
O hotel só funciona entre os meses de novembro e janeiro, período com temperaturas mais altas para o padrão da região
Nas suítes há uma cama de casal e uma pequena mesa, tudo dentro de aproximadamente seis metros quadrados
A ideia do hotel surgiu após Patrick Woodhead realizar algumas expedições pela Antártida e perceber que o turismo sustentável no continente não era explorado
  
  

Publicado por em